Acrônimo
julho 31, 2003
  Sábado, o frio registrado, inusitadamente, aumentou muito.
 
  Sério!!! Eu guardei uns ratos aprisionando-os na cadeia... Ansiosos, sofriam!  
  Os prisioneiros revoltados iriam matar inconseqüentemente dois ótimos seguranças
  Esses xenófobos irritam todos oprimidos
  As virgens idolatravam demônios. As meretrizes, essas não tinham êxito
  Orgias romanas geralmente usavam lésbicas, homossexuais, onanistas: sodomizavam-nos avidamente
  Senhor, a felicidade alcançada deixa intrinsicamente nossa hombridade orgulhosa
  Sem ilusões, tenho um amor dedicado outrora safadinho. 
  Sigo esta norma: Honro os rapazes aqui situados
  Sambando, a mulata uniformizada reanimava as imobilizadas senhoras
  Só os bravos enfrentam rivais bancando os samurais
  Olá, blogueiros, só trago acrônimos comigo: únicos, laboriosos, obstinadamente soberbos
  Saí, andei, corri, andei novamente e acabei nadando. Desafiei os obstáculos
  Sacanagem! Anos com alegria não esperam as notícias de óbitos, obrigatoriamente.
Regra n° 1 
  Sou ator na Globo, ultrajei espertamente Silvio Santos, ultimamente. Ganhei audiência sacaneando-o
  São impertinentes, lamentáveis e nocivos cada imposto oneroso. São oficiais sanguessugas
julho 30, 2003
  Meus olhinhos retraídos testemunharam ósculos silenciosos
  Olhando, notei três esquilos mortos
  Um reitor religioso afogou-se nadando descuidadamente ontem
  Olhei correndo o rapaz, resgataram-no empolgadíssimo, urrando
  Sequestraram o rapaz, resgataram-no imediatamente, nada demais ocorreu
  O filho traquinas, abatido, levava maconha, ópio, LSD, outros gêneros ilícitos. "Sou traficante", afirmou sorrindo
julho 29, 2003
  Meu último laxante também assassinou dois oftalmologistas
  Servindo arroz infectado, restaurante acaba multado
  A participação especial teve ídolos televisivos obscuros. Sertanejos odiaram: saíram
  Ontem brilhantes cozinheiros estavam cozinhando aspargos deveras apetitosos
  Esse xavante tem raciocínio ativo ou reflete distraidamente insensatez. Não avisto realmente idolatria obcecada. 
  Maravilhoso esse desenho! Ignora o crucial, ridiculariza ingenuidade, derruba a decência! Extraordinário
julho 28, 2003
  Assim minha estrela aparece: consertando a mediocridade.  
  Ouço uns terríveis rugidos: orangotangos raivosos ameaçam
  Saí ontem, bebi. Revivi a nostalgia de outrora
julho 27, 2003
  Somos únicos: rudes, prepotentes "representantes" enganadores. É... nós, deputados estaduais, não temos ética sobrando
  Saber agradar garante resultados acima do óbvio: surpreendentes
julho 25, 2003
  Os chineses usam longos ornamentos sagrados
julho 24, 2003
  Osculei seu traseiro ridículo ao cair inclinado sem meus óculos
  Me esqueci sozinho, mantendo ostracismo
  Então, não vão esquecer nada!!! Este navio atracará rapidamente, amanhã mesmo!!! 
  Seus idiotas! Tomaram um absinto, mas se envenenaram... 
julho 23, 2003
  Somente hoje escalarei Kremlin, eslavos lá situam-se
  Sabiam uma poesia. E recitaram maravilhosamente. E rapidamente conseguiram angariar dinheiro: oitocentos 'shekels'
julho 22, 2003
  Sete ursos passeavam em Roma, muitos olhavam, viajantes imploravam mel, eles não tinham!! Atormentados, decidiram atacar supermercados!! 
  Zurique ainda gasta uns euros isolando ruas outrora supermovimentadas
julho 21, 2003
  Zoar ainda gasta um esquema inteiro roendo ossos sintéticos
Regra n° 1 
julho 19, 2003
  Eu sabia! Tínhamos um plano ideal de enganar zagueiros
  Zurzimos enquanto nosso orgulho indignado se mantinha oculto, soterrado.
Frase anterior desconsiderada por conta da regra n° 1 
julho 18, 2003
  Estou super tonto, ultimamente parei integralmente de escrever zenoismos.
Regra n° 1 - a palavra 'zenoismos' não existe! 
  Ó, risível estupidez
  Unidos, iremos vencer! Ore!! 
julho 17, 2003
  Meu onipotente Rei ressonou este uivo. 
  Sinto, amigo. Teu idolatrado sobrinho foi à zona e morreu
julho 14, 2003
  Os leitores inteligentes gesticulam, ouvem, fazem reverências. Escritores não imaginam como os satisfazem
julho 13, 2003
  Ontem li, indo ganhar Oslo, folhetins risíveis em norueguês. Incrível coincidência: outros sorriram.
Regra n° 1 
julho 12, 2003
  Um bom império que une oligofrênicos
julho 11, 2003
  Estou uniformizado.
Regra n° 4. 
  És ubíquo
  O dia inteiro olhei sua imagem. Devo admitir: doido eu
julho 10, 2003
  Olhando-te brevemente, sempre enxergo rancor, vívida odiosidade.  
  Enquanto seus cabelos ondulam, não descanso: observo
  Ixi, lugares umidos me irritam, não ando, rastejo, me escondo. 
julho 09, 2003
  Escrevam sempre que uma estrela cintilante iluminar-me
julho 08, 2003
  Olhei, pensei, ri. Imaginei meu inimigo na descida olhando. Me esqueci
  Olhares beligerantes varrem-me internamente, oprimindo-me
  Seu ouvido fez refrigerar integralmente meu estetoscópio. Não totalmente, óbvio
julho 07, 2003
  Amar? Melhor olvidar! Reduz esse sofrimento
  Romances antigos impedem vários amores
  Aquele calhorda acéfalo me proporcionou aniquiladora raiva
julho 06, 2003
  Somente as belas iriam acampar. 
  Minha obra não tem explicação, sabia
  Somente os bandidos respeitam este velho internato, visitam-no em montes
julho 05, 2003
  Só os bonitos, ricos, imbecis, nojentos homens otários sobrevivem
julho 04, 2003
  Atualmente cunhados rejeitam os seus tios, irmãos, crianças ou sobrinhos
  Eu sou perito em rabiscar acrônimos... Não curto acrósticos
julho 03, 2003
  Simplesmente absurda tua inacreditável sina. Fase: agruras, tristeza, ódio... Ria! Inove! AME! Mudar é necessário. Tenha esperança
  Sou exigente, mas acrônimos foram outros resultados obtidos satisfatoriamente  
  Ingenuidade minha... Bêbado e carente, ignoro semáforos
  Sou amável, bonitão, outrora ridículo.
Frase anterior desconsiderada por conta da regra n° 5
 
julho 02, 2003
  Inhame muito bom! Esse cozimento... Incomparável sabor!
Regra n° 5
 
  Enquanto sobrarem questões universais, elementos como eles cairão em rótulos estúpidos, imbecis.  
  Incoerentemente nunca esperei seu perdão. Esperava raiva, angústia, durante aquele momento. Eu nunca te esquecerei... 
julho 01, 2003
  Espero sorrir quando um estranho chegar inesperadamente.
 
  Ontem beijei você. Infelizmente, aqui menti: eu não te esqueci
  Eu sonhei ter revivido essa sua solidão alucinante... Doeu, obviamente
  O principal oponente, Napoleão, estivera nunca tão estressado
  O rei ganhou uma luta, humilhando o seu oponente.
 
A idéia vem de um blog internacional. Na Internet nem tudo se cria, muito se copia...! Enfim, aqui, em português, os participantes devem fazer uma frase em forma de acrônimo a partir das letras da última palavra do post anterior, que por sua vez é também um acrônimo nascido do mesmo jeito!

Última contagem feita em...
...adicionadas
(27/05/2004)

PLACAR
 Alexandre - 84 (desde 9/7)
 Eu mesmo - 74 (desde 30/8)
 Ana - 41 (desde 17/8)
 Michel - 38 (desde 29/7)
 Clarissa - 38 (desde 1/7)
 Chico - 37 (desde 3/7)
 Ibere - 34 (desde 29/8)
 Laura Palmer - 32 (desde 31/7)
 Luiz - 30 (desde 30/8)
 Laura - 30 (desde 31/7)
 Frederico - 28 (desde 29/8)
 Gabo - 23 (desde 27/6)
 Thiago - 23 (desde 11/8)
 zhion|off - 20 (desde 29/8)
 Marcel - 18 (desde 18/8)
 Judson - 16 (desde 29/8)
 Gustavo - 12 (desde 17/8)
 Hardy - 12 (desde 9/8)
 Nando - 11 (desde 31/7)
 Infectious Human Waste - 9 (desde 28/6)
 Camila - 6 (desde 30/6)
 Camila Cirila - 6 (desde 2/7)
 Leandro - 6 (desde 27/6)
 Priscilla - 4 (desde 27/6)

O jogo
Forme uma frase a partir das letras da última palavra do post anterior. Não importa se a sentença é séria, engraçada, indecente, boba... O importante é que as regras sejam seguidas! Cada acrônimo vale um ponto. Todo mundo com vontade de participar é bem-vindo.

Escreva-nos para se juntar ao Acrônimo, não esquecendo de nos mandar seu nome e o link para o seu blog. Ou então, jogue em inglês ou em espanhol.

Algumas regras
1. crie frases lógicas, não despeje palavras, apenas.
2. nomes de pessoas não são permitidos, a menos que sejam muito conhecidos.
3. sua última palavra não pode ter mais de 20 caracteres. Marque-a em negrito
4. no eventual caso em que dois ou mais participantes mandem acrônimos criados a partir da mesma palavra do post anterior, os mais recentes serão desconsiderados.
5. um mesmo participante não pode postar duas sentenças seguidas.
6. como não há palavras iniciadas com "ç", em caso de aparecer essa letra deve-se considerar como sendo "c". Acentos também devem ser ignorados.
7. frases feitas a partir de acrônimos desconsiderados também serão desconsideradas.
8. se houver algum problema com frases postadas e rejeitadas por alguma regra, entre em contato por email. Não escreva posts que não sejam acrônimos.
9. reveja a sua frase e as imediatamente anteriores antes de postar. Se porventura um participante cometer um erro em sua frase, não aceite a última palavra. Continue a partir do último post correto.

ARCHIVES
Junho 2003 / Julho 2003 / Agosto 2003 / Setembro 2003 / Outubro 2003 / Novembro 2003 / Dezembro 2003 / Janeiro 2004 / Fevereiro 2004 / Maio 2004 / Junho 2004 / Agosto 2004 / Setembro 2004 / Novembro 2005 / Janeiro 2006 / Agosto 2009 / Maio 2011 / Junho 2011 /


Powered by Blogger